quinta-feira, 16 de março de 2017

TROFÉU GUERREIRO DA ACESSIBILIDADE








A ONG Caminhadores, participou da cerimonia organizada pela prefeitura de Porto Alegre, através da SMACIS. A representação da ong neste evento ficou a cargo do Lucas Costa e da voluntária Rosemeri Melo.
Na ocasião o presidente da ONG Caminhadores sr. Rotechild Prestes, recebeu a homenagem com o troféu Guerreiro da Acessibilidade de Porto Alegre.

A Prefeitura de Porto Alegre, por meio da Secretaria Municipal de Acessibilidade e Inclusão Social (Smacis), e numa parceria com o Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência (Comdepa), reconheceu nesta tarde 32 estabelecimentos que possuem instalações acessíveis. O Selo da Acessibilidade foi entregue a órgãos públicos e empresas que oferecem condições de acesso e atendimento a todos os cidadãos. Na cerimônia realizada na tarde desta quinta-feira, 1, no Centro de Eventos da PUCRS, também foram homenageadas personalidades que contribuem para a inclusão social e defesa dos direitos das pessoas com deficiência.
 
O prefeito José Fortunati abriu o evento ressaltando a importância de as políticas públicas serem pensadas para a pluralidade e diversidade de pessoas que vivem numa cidade. “As ações devem atender a todos, independente de suas características e limitações. Nossas cidades foram pensadas para os automóveis, o que já impõe dificuldades para quem tem problemas de mobilidade, por exemplo. Então é um desafio grande, mas estamos avançando. Reconhecer empresas e entidades que respeitam as diferenças e se preocupam com o pleno atendimento e qualidade de vida das pessoas é mostrar que estamos atentos às necessidades dos nossos cidadãos”, disse Fortunati.
 
Para a presidente do Comdepa, Liza Cenzi, as entidades reconhecidas estão respeitando um direito fundamental, que é o direito de ir e vir. “Só quem depende de uma cadeira de rodas, quem não enxerga ou escuta, sabe o quanto é difícil circular por ambientes inadequados, onde não somos bem-vindos ou somos discriminados. Ao termos nosso direito de ir e vir respeitado, significa que temos dignidade de trabalho, de entrar num estabelecimento, de estudar, de viver com igualdade de oportunidades”, destacou.

Com uma estatística de que 33%, ou seja, um terço da população, são pessoas com deficiência, com mobilidade reduzida, ou são idosos, o Brasil carece de políticas públicas para a inclusão e a acessibilidade plena. Porém, segundo a secretária municipal de Acessibilidade e Inclusão Social, Sinara Tozzi Missel, os avanços nos últimos anos são significativos. “O desafio é mudar a mentalidade de que os investimentos em acessibilidade são supérfluos, são gastos extras. Investir em acessibilidade é questão de sobrevivência. São pessoas com direitos iguais, com necessidades que precisam ser atendidas e que são trabalhadores, consumidores, e atores do desenvolvimento do nosso país”, concluiu a titular da pasta.

Homenageados: Além dos 32 reconhecidos com o Selo da Acessibilidade, receberam a homenagem de Amigos da Acessibilidade os senhores Joel Rech, da Carris, Raul Fernando Cohen, ex-secretário da Smacis, e Vanderlei Cappellari, presidente da EPTC. O vice-presidente do Comdepa, Paulo Nunes, e o ex-presidente do conselho, Rotechild Prestes foram agraciados com o título de Guerreiro da Acessibilidade. E os Parceiros da Acessibilidade neste ano são o empresário Antonio Fernandes, a Secretaria Municipal de Segurança, que foi representada pelo titular, Juarez Fraga, além do Núcleo de Ações Preventivas e a Guarda Municipal, que integram a pasta. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário